ter. set 17th, 2019

Estilo da Serpente Divina

O estilo Shen She Chuen (serpente divina) originou-se na província de Fujien quando um Monge do Templo do Bambu ministrou a Hsu Yin Fong uma técnica particular do templo chamada Hok She Tchu (união da Garça e da Serpente).

Postura classica do estilo Serpente

Após a morte do Monge Hsu estas técnicas foram aprimoradas e em homenagem ao Monge, o estilo foi batizado de Shen She Chuen, que significa “Punho da Serpente Divina”, uma vez que o Ideograma “Shen” para os chineses significa Deus.

Consiste em defesa e trabalha movimentos ofensivos com apunhalar e movimentos de espada cortantes. Há foco na velocidade dos giros e movimentos de corpo contínuos.

O estilo Shen She Chuen é executado com as mãos esculpindo a cabeça de uma serpente em uma mistura de “duro” e “suave”. Contando com movimentos lentos e suaves, o adversário pode surpreender-se com sua flexibilidade, velocidade e força, desde que bem concentrado chi (Energia Interior).Seu objetivo nos ataques é a busca dos pontos vitais como olhos, garganta, plexos, vão entre as côxas e abdômem.

O estilo chegou ao Brasil em 1980 sob supervisão do Mestre Hu Chao Tien, discipulo e filho do Mestre Hu Shi Wen. Hoje o estilo tem a supervisão do Mestre Dani Hu (Hu Chao Hsil), filho do Mestre Hu Chao Tien. “O Punho da Serpente” possui seis fases afim de desenvolver os cinco conceitos do estilo, que são:

– Velocidade: atacar com batidas rápidas e inesperadas, usando passos rápidos, ágeis e leves;

– Envolvimento: a curta distância, envolver os membros do oponente confundindo suas posturas e usando-as a seu favor. Quando a longa distância, aguardar a abertura de uma postura adequadamente contida;

– Surpresa: atacar em diferentes ângulos continuamente;

– Saltos: para trás ou para os lados, evitando ataques desnecessários e não comprometendo os membros principais para locomoção e equilíbrio;

– Fuga: quebrando o contato e escapando quando o golpe não obtiver a penetração adequada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *